Cringe ou retrô: como as gerações se relacionam no mercado de trabalho

Conversar sobre gerações é algo que se tornou popular recentemente. Isso porque alguns *jovens* resolveram falar o que pra eles era cringe como beber café ou gostar de Friends. A discussão, porém, pode ir um pouco além.

Com a população vivendo cada vez mais, o mercado de trabalho passa por um momento de adaptação no qual gerações completamente diferentes são obrigadas a conviver e, se possível, aprender umas com as outras. 

Por isso, as empresas devem estar preparadas para receber quem ainda lembra da abertura original do fantástico e quem conhece as dancinhas do tik tok. Manter equipes diversas é sempre uma boa ideia quando se fala em fit geracional.

Ter pessoas experientes convivendo com pessoas que estão começando a vida adulta possibilita um equilíbrio entre o conhecimento adquirido em anos e o espírito empreendedor de quem ainda está experimentando. O resultado pode ser um clima de inovação para a empresa. 

Toda geração acaba tendo características fortes em seus comportamentos, sejam eles pessoais ou profissionais. Isso é perfeitamente compreensível uma vez que entendemos que as pessoas se relacionam com o mundo em que vivem e se desenvolvem.

Ou seja, quem nasceu próximo da 2ª Guerra Mundial, os Baby Boomers, vai ter uma relação com o mundo diferente daqueles que nasceram num planeta digital depois de 2010, a geração Z. 

Cada geração, uma personalidade (será que “personalidade” é algo Cringe?)

Infográfico super cool e nenhum pouco cringe da Taurê
Infográfico super cool e nenhum pouco cringe da Taurê

A sopa de letrinhas te confundiu? Relaxa, porque cada geração possui um ‘nome’ e algumas características gerais que nós separamos a seguir:

  • Geração Baby Boomers (de 1940 a 1960): responsabilidade, estabilidade, busca por ideais
  • Geração X (de 1960 a 1980): liberdade, estabilidade, disciplina
  • Geração Y ou millennials (de 1980 a 1995): sustentabilidade, flexibilidade, inovação
  • Geração Z (de 1995 a 2010): agilidade, ativismo, capacidade de fazer muitas tarefas ao mesmo tempo

.

É claro que ter nascido em determinado ano não vai fazer você mais ou menos inovador, mas a ideia aqui é traçar um perfil geral de pessoas de uma mesma geração. Se você não se identifica, tá tudo bem também. Esse tipo de informação não é uma caixinha na qual você deve se encaixar. Pelo contrário, isso pode ser uma ferramenta na hora de trocar ideias em ambiente de trabalho. 

Além das empresas, os funcionários também devem estar abertos para dialogar com os colegas. A máxima aqui é sempre pensar no que você pode aprender com o outro. E veja bem, o outro não necessariamente é alguém hierarquicamente ‘acima’ de você. Pode ser qualquer pessoa que se mostre disposta a te ensinar algo que você não saiba e que encontre em você uma oportunidade

Leave A Comment